Os medicamentos comumente utilizados para tratar doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), infecção por H. pylori ou outras doenças do estômago, chamados de inibidores da bomba de pótons (IBPs) – como o Omeprazol e o Pantoprazol, entre outros – estão entre os mais vendidos em todo o mundo. Isso acontece porque, além de serem a principal forma de tratar problemas gástricos, seu uso, muitas vezes, é indiscriminado e abusivo, isto é: feito sem a prescrição e o acompanhamento de um médico. E isso pode desencadear inúmeras consequências, como mascarar um sintoma de gastrite ou de infecção – contribuindo para o agravamento do quadro e para a criação de bactérias mais resistentes – e causar, uma severa deficiência de vitamina B12, responsável pelo surgimento de casos de demência relacionados ao uso de Omeprazol ou outros IBPs.

Isso ocorre porque os inibidores da bomba de prótons (IBP) agem suprimindo a produção de ácido gástrico, o que pode acarretar na má absorção de vitamina B12. Embora ainda não tenhamos estudos que relacionam a exposição excessiva aos IPBs (por longo período de tempo) à deficiência de vitamina B12 em grandes amostras populacionais, uma importante pesquisa, feita na Division of Research do Kaiser Permanente, Oakland Medical Center, e divulgada pelo The Journal of the American Medical Association (JAMA) avaliou pacientes que faziam uso de remédios que causam a supressão de ácido gástrico.

Os pesquisadores acompanharam 25.956 pacientes com diagnóstico de deficiência de vitamina B12 incidente, entre janeiro de 1997 e junho de 2011, e 184.199 pacientes sem deficiência de vitamina B12, durante o mesmo período, e concluíram que o uso (prévio ou atual) de IPBs está, sim, associado à presença de deficiência de vitamina B12. 

A deficiência de vitamina B12 causa falta de memória e demência?

A vitamina B12 é fundamental para o correto funcionamento cerebral e do sistema nervoso central, e a falta desse nutriente pode causar danos irreversíveis, principalmente em idosos. O primeiro sintoma da deficiência de vitamina B12 é a anemia, que causa palidez, fraqueza, fadiga, falta de ar e tonturas.

Em casos mais graves, a deficiência de vitamina B12 pode atingir o sistema nervoso, causando formigamento ou perda de sensibilidade nas extremidades  (mãos e pés), fraqueza muscular, lentidão ou perda dos reflexos, dificuldade em andar, falta de memória, confusão mental e demência.

Isso acontece porque a vitamina B12 desempenha importante papel na síntese dos neurotransmissores, como a medula espinhal, e ajuda a criar uma espécie de barreira protetora das células neurais. Por isso, quando há uma baixa dessa vitamina no organismo, pode ocorrer lesões neurais , medulares ou cerebrais.

Por longos períodos, a falta de B12 dificulta ou impede a reposição de células neurais, aumentando, também o risco de acidentes vasculares, paralisias, arteriosclerose e infarto do miocárdio. 

Isso quer dizer que não devo tomar Omeprazol?

O uso do Omeprazol ou de outro medicamento inibidor da bomba de próton é seguro e confiável, mas o tratamento deve ser feito sempre com prescrição e acompanhamento médico. O paciente deve respeitar a dosagem, os horários da medicação e a duração do tratamento. 

O médico também pode avaliar a necessidade de prescrever a suplementação de vitamina B12, caso julgue necessário, ou, ainda, um cardápio que garanta o aporte desse  nutriente.

2 opiniões sobre “Omeprazol faz mal para memória? O uso abusivo desse medicamentos pode provocar demência”

  1. Estou a toma Pantoprazol 20mg já à algum tempo receitado pelo Médico de família acontece que já à mais ou menos 20 dias tenho sempre o estômago a arder será que é do medicamento?
    O Omeprazol faz o mesmo efeito?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *