As intolerâncias alimentares são causadas quando o paciente, por algum motivo, não consegue digerir ou absorver certas substâncias que estão presentes em determinados alimentos. Existem diferentes tipos de intolerância, cada uma com sua característica e sintomas específicos. Uma das mais conhecidas é a intolerância à lactose. No texto de hoje, vamos detalhar os principais sintomas, como ter um diagnóstico correto e quais os principais cuidados que o paciente diagnosticado com intolerância à lactose deve ter.

Principais sintomas da intolerância à lactose

Os sintomas da doença, vão variar de acordo com cada pessoa e também o nível da intolerância apresentada, mas em geral são:
Dores abdominais;
Gases;
Azia;
Dores no intestino ou estômago;
Acidez nas fezes;
Diarréia;
Vômito.
O paciente poderá apresentar um, ou vários desses sintomas ao mesmo tempo, sempre algum tempo depois de consumir alimentos com lactose, ou que tiveram contato com a lactose.

O que é a intolerância à lactose?

A intolerância à lactose, acontece quando o organismo da pessoa produz pouca ou nenhuma lactase, a enzima responsável por quebrar o açúcar presente no leite e seus derivados. Sem quebrar o açúcar, o organismo tem dificuldades em digerir o mesmo, fazendo com que o paciente tenha alguns dos sintomas detalhados no parágrafo anterior.

Fazendo o diagnóstico da doença

Se você suspeita que possui intolerância à lactose, é possível fazer alguns testes caseiros, como ficar alguns dias sem consumir laticínios ou mudar a dieta por algum tempo e notar se os sintomas desaparecem. Mas a única maneira de ter certeza, é fazendo um exame laboratorial. Este exame, além de diagnosticar se o paciente possui ou não a intolerância, também irá definir o nível da mesma, ajudando o paciente a programar melhor sua dieta de maneira mais acertada.

Tratamentos para a intolerância à lactose

Não existe tratamento para curar a intolerância à lactose. A melhor opção para o paciente é optar por alimentos que não sejam derivados do leite, como frutas, verduras e cereais. Além disso, existem diversas marcas de alimentos que já fabricam produtos sem lactose, como iogurte, queijo e até mesmo leite. Existem também pastilhas que auxiliam na digestão da lactose, sendo uma opção para casos específicos, onde o paciente deseja consumir um alimento derivado de leite. Estas pastilhas, na maioria dos casos, deve ser consumida junto ao alimento, e na maioria dos casos, faz com que o paciente não sinta os efeitos do consumo da lactose.
Apesar destas opções, é recomendado que o paciente realmente mude sua rotina e tente diminuir o máximo de produtos derivados à lactose. É possível procurar a ajuda de um nutricionista para montar um novo cardápio com uma alimentação balanceada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *