Engasgo durante a noite

Engasgos noturnos são sintomas que levam pessoas a buscarem médicos de diversas especialidades. Muitas vezes o otorrinolaringologista, pois a causa pode estar relacionada à apneia obstrutiva do sono, ou gastroenterologista, pois este é um dos sintomas da doença do refluxo gastresofágico. Muita gente relaciona o refluxo somente à sensação de queimação (azia), mas essa disfunção provoca diversos sintomas. Acordar engasgado no meio da noite é um deles. Você sabia que tomar água ou comer e logo depois ir deitar pode ser determinante para um engasgo noturno que pode, até, levar a pessoa para o hospital?

Continue lendo esse artigo para entender mais sobre engasgo noturno e doença do refluxo gastroesofágico.

POR QUE O REFLUXO GASTROESOFÁGICO PROVOCA ENGASGOS?

A doença do refluxo gastroesofágico é causada por uma disfunção na válvula (esfíncter) que separa a faringe do estômago, fazendo com que haja um “vazamento” do suco gástrico para o esôfago, provocando lesões na mucosa do esôfago – podendo atingir a laringe e a faringe também.

O ácido do suco gástrico, responsável pela tosse e pela queimação, é também a causa dos engasgos. Os engasgos podem ocorrer a qualquer hora, mas podem ser mais intensos à noite, por causa do afrouxamento da musculatura da laringe e do esôfago e também por hábitos, como se alimentar ou ingerir líquidos pouco tempo antes de deitar. Por isso, o ideal é que a pessoa espere ao menos 1 hora para se deitar após consumir líquidos – inclusive água – e 2 horas após comer. Essa simples medida pode evitar casos de engasgos.

OUTROS SINTOMAS DO REFLUXO

Além dos engasgos noturnos, o refluxo gastroesofágico pode causar:

– Azia;

– Regurgitação de ácido estomacal;

– Dor ou queimação no peito;

– Irritação na garganta;

– Rouquidão (principalmente pela manhã);

– Mau hálito;

– Dificuldade para engolir (disfagia);

– Sensação de aperto na garganta, como se tivesse com comida entalada;

– Tosse seca;

– Inflamação no esôfago (esofagite).

COMO SE DÁ O DIAGNÓSTICO E QUAL O TRATAMENTO CONTRA O REFLUXO?

Geralmente, o diagnóstico se dá após consulta médica e exames como a endoscopia digestiva alta, que também é indicada para verificar a presença de alterações causadas pelo refluxo, como úlcera, estenose esofágica, esôfago de Barret ou câncer.

Com o resultado dos exames, é possível iniciar o tratamento, que varia de pessoa para pessoa. Importante: se a pessoa estiver acima do peso, é fundamental que ela emagreça para auxiliar no tratamento contra o refluxo.

– Mudança de comportamento: o paciente deve adotar hábitos alimentares mais saudáveis, evitando o consumo de comidas muito temperadas ou gordurosas; não ingerir bebida alcoólica; evitar a ingestão de café, refrigerantes, chás com cafeína e chocolate; não fumar; fazer a última refeição (e ingestão de líquidos) até uma hora antes de se deitar.

– Uso de medicamentos: antiácido como os inibidores de bomba de prótons, ou relaxadores do fundo gástrico podem ser indicados. Porém, os medicamentos devem ser utilizados conforme orientação médica;

– Cirurgias;

– Terapia minimamente invasiva feita através de endoscopia.

[Leia mais: e-Book gratuito – Tratamento endoscópico para refluxo gastroesofágico]


5 opiniões sobre “Engasgo durante a noite: deitar de estômago cheio pode levar a pessoa para o hospital”

  1. Ñ lembro o que aconteceu … no início estava dormindo acordei engasgada e raspando a garganta cheguei a vomitar comecei com uma tosse seca e minha garganta ardendo muito coro peguei uma bala para chupar a minha garganta demorou para dar uma amenizada….. será que tive refluxo?

  2. Olá boa noite, ontem a noite eu engasguei e tive uma sensação horrível, pensei que fosse morrer, depois de um tempinho que eu consegui voltar a respirar, o que pode ser? Minha mãe disse que talvez seja refluxo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *