Engasgo durante a noite

Engasgos noturnos são sintomas que levam pessoas a buscarem médicos de diversas especialidades. Muitas vezes o otorrinolaringologista, pois a causa pode estar relacionada à apneia obstrutiva do sono, ou gastroenterologista, pois este é um dos sintomas da doença do refluxo gastresofágico. Muita gente relaciona o refluxo somente à sensação de queimação (azia), mas essa disfunção provoca diversos sintomas. Acordar engasgado no meio da noite é um deles. Você sabia que tomar água ou comer e logo depois ir deitar pode ser determinante para um engasgo noturno que pode, até, levar a pessoa para o hospital?

Continue lendo esse artigo para entender mais sobre engasgo noturno e doença do refluxo gastroesofágico.

POR QUE O REFLUXO GASTROESOFÁGICO PROVOCA ENGASGOS?

A doença do refluxo gastroesofágico é causada por uma disfunção na válvula (esfíncter) que separa a faringe do estômago, fazendo com que haja um “vazamento” do suco gástrico para o esôfago, provocando lesões na mucosa do esôfago – podendo atingir a laringe e a faringe também.

O ácido do suco gástrico, responsável pela tosse e pela queimação, é também a causa dos engasgos. Os engasgos podem ocorrer a qualquer hora, mas podem ser mais intensos à noite, por causa do afrouxamento da musculatura da laringe e do esôfago e também por hábitos, como se alimentar ou ingerir líquidos pouco tempo antes de deitar. Por isso, o ideal é que a pessoa espere ao menos 1 hora para se deitar após consumir líquidos – inclusive água – e 2 horas após comer. Essa simples medida pode evitar casos de engasgos.

OUTROS SINTOMAS DO REFLUXO

Além dos engasgos noturnos, o refluxo gastroesofágico pode causar:

– Azia;

– Regurgitação de ácido estomacal;

– Dor ou queimação no peito;

– Irritação na garganta;

– Rouquidão (principalmente pela manhã);

– Mau hálito;

– Dificuldade para engolir (disfagia);

– Sensação de aperto na garganta, como se tivesse com comida entalada;

– Tosse seca;

– Inflamação no esôfago (esofagite).

COMO SE DÁ O DIAGNÓSTICO E QUAL O TRATAMENTO CONTRA O REFLUXO?

Geralmente, o diagnóstico se dá após consulta médica e exames como a endoscopia digestiva alta, que também é indicada para verificar a presença de alterações causadas pelo refluxo, como úlcera, estenose esofágica, esôfago de Barret ou câncer.

Com o resultado dos exames, é possível iniciar o tratamento, que varia de pessoa para pessoa. Importante: se a pessoa estiver acima do peso, é fundamental que ela emagreça para auxiliar no tratamento contra o refluxo.

– Mudança de comportamento: o paciente deve adotar hábitos alimentares mais saudáveis, evitando o consumo de comidas muito temperadas ou gordurosas; não ingerir bebida alcoólica; evitar a ingestão de café, refrigerantes, chás com cafeína e chocolate; não fumar; fazer a última refeição (e ingestão de líquidos) até uma hora antes de se deitar.

– Uso de medicamentos: antiácido como os inibidores de bomba de prótons, ou relaxadores do fundo gástrico podem ser indicados. Porém, os medicamentos devem ser utilizados conforme orientação médica;

– Cirurgias;

– Terapia minimamente invasiva feita através de endoscopia.

[Leia mais: e-Book gratuito – Tratamento endoscópico para refluxo gastroesofágico]


Engasgo durante a noite

6 opiniões sobre “Engasgo durante a noite: deitar de estômago cheio pode levar a pessoa para o hospital”

  1. Oi.eu as vezes estou dormindo e acordo com muita dificuldade de respirar.fico fadigado e ate penso que vou morrer de tanto que nao consigo respirar.o que pode ser?

    1. Bom dia! Estou passando pela mesma situação. Encargos noturnos, sufocamento, falta de ar, apineia do sono e parece que tudo isso relação com refluxo gastroesofagico

      1. Sim, todos esses sintomas podem estar relacionados ao refluxo, por isso é tão importante buscar ajuda médica para correta avaliação e indicação do tratamento mais adequado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *