“Dor de barriga” é o nome comum para diversos sintomas que podem indicar doenças gastrointestinais e outros problemas. Sejam elas disfunções ou apenas um mal-estar passageiro. Como muitas vezes os sintomas são semelhantes, é importante notar a ocorrência e a frequência delas. O mais comum é que seja apenas uma indisposição mas, ao persistirem, o médico deve solicitar exames.

Assim, procure ajuda médica sempre que os sintomas perdurarem por mais de três dias. Em casos de vômitos, deve-se observar, ainda, se ocorrem sem causa aparente, pois é um indicativo de infarto agudo do miocárdio. É importante notar, ainda, se há a presença de dor de cabeça severa, febre, sangue no vômito ou nas fezes (quando houver diarreia), pulso alterado e respiração ofegante. No entanto, caso o quadro acometa crianças, o atendimento de emergência é indicado quando houver febre, sinais de desidratação ou alteração na micção.

QUAIS OS SINTOMAS MAIS COMUNS E QUE DOENÇAS GASTROINTESTINAIS ELES PODEM INDICAR?

Náuseas

Enjoos podem indicar labirintite (distúrbio na audição/equilíbrio, que deve ser tratado por um otorrinolaringologista), gastrite, pequenas intoxicações, gastroenterite até um problema neurológico mais grave. Assim, o ideal é que as causas de náuseas e tonturas recorrentes sejam investigadas.

Gases

Normalmente, os gases são resultado de dificuldade de digestão. Seja ela pela ingestão de alimentos indigestos ou bebidas com gás, ou por intolerância ou alergia alimentar. Também são causados por gastrite ou por infecção, como giardíase ou por H. pylori. Com isso, de maneira geral, não apresentam complicações, além dos indesejáveis flatos, mas podem causar fortes dores abdominais.

Desconforto ou sensação de estômago inchado

Pode ser causado pela ingestão de grande quantidade de alimentos (ou pela combinação de comidas e bebidas indigestas, como gorduras, farinhas processadas e refrigerantes, por exemplo). É comum também que a sensação de estômago inchado seja causada por prisão de ventre. Nesses casos, mantenha uma alimentação saudável e rica em fibras. Importante também aumentar a ingestão diária de água.

Quando os episódios de desconforto forem recorrentes (mais de oito vezes por mês), deve-se consultar um médico.

Azia

A sensação de queimação após as refeições acomete diariamente cerca de 10% da população adulta mundial. Muitas vezes, isso é reflexo de maus hábitos alimentares, bem como de uma dieta rica em gorduras, açúcares e alimentos processados, ingeridos rapidamente. Porém, a azia é também um dos principais sintomas da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE). Por essa razão, quando for constante e vier acompanhada de náusea, inchaço e desconforto no estômago, irritação na garganta e tosse, procure orientação médica.

Diarreia

Na maior parte dos casos, é sintoma de gastroenterite (popularmente conhecida como intoxicação alimentar). Pode ser causada pela infecção por bactérias, mas também contaminação viral, parasitoses, intolerâncias ou alergias alimentares. Pode indicar, ainda, presença de Doença Inflamatória Intestinal (DII).

Novamente, em casos de doenças gastrointestinais, reforçamos a importância de se observar a associação dos sintomas. Se forem persistentes e, principalmente, se vierem acompanhados de febre, perda súbita de peso e fezes com sangramentos, o atendimento deve ser ágil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *