Conheça mais sobre o tratamento com balão intragástrico - gástrica clínica médica

POSSO FAZER EXERCÍCIOS FÍSICOS DURANTE O TRATAMENTO COM BALÃO INTRAGÁSTRICO?

Emagrecer de maneira saudável é o sonho de muitas pessoas que sofrem com sobrepeso, obesidade e doenças associadas. No entanto, quem já tentou emagrecer sabe que não há milagre nem perda de peso sem cuidados como reeducação alimentar e prática de exercícios físicos. Para muitas pessoas, porém, somente a mudança de hábitos não é suficiente. Para isso podem ser indicados tratamentos como a colocação de balão intragástrico.

“Posso fazer exercícios físicos durante o tratamento com balão intragástrico?” é uma pergunta bastante comum entre pacientes que se submeteram à colocação do balão. A resposta é: SIM! Não somente é permitido como, de maneira geral, é recomendada a prática de exercícios regulares e que se aumente a intensidade gradativamente, sempre com a orientação de um educador físico e supervisão do médico.

O balão intragástrico é um dispositivo que auxilia a perda de peso, pois ocupa parte do estômago, fazendo com que o paciente se sinta saciado com menor quantidade de comida. Entretanto, o tratamento com o balão gástrico exige cuidados como dieta balanceada e atividades físicas.

QUAL O PAPEL DO EXERCÍCIO FÍSICO?

A prática regular de exercícios físicos é fundamental para quem deseja emagrecer de maneira saudável e duradoura, inclusive para quem colocou o balão intragástrico. O ideal é intercalar atividades aeróbicas com musculação, de três a cinco vezes por semana, e em torno de uma hora por dia. A intensidade dos exercícios deve ser recomendada e acompanhada por um profissional de educação física.

O exercício aeróbico aumenta a capacidade cardiorrespiratória e acelera o
metabolismo, elevando o gasto energético – o que é popularmente conhecido como “queimar calorias” –, estimulando o emagrecimento. Outros benefícios do exercício aeróbico são: aumento dos índices de colesterol bom (HDL); diminuição do estresse; combate à depressão; melhora da qualidade do sono; redução do risco de hipertensão, diabetes e acidentes vasculares.

Já a musculação aumenta os níveis de massa magra (massa muscular), elevando o gasto energético, pois um corpo musculoso precisa de mais calorias para se manter que um corpo com maior taxa de gordura. Para cada meio quilo de músculo ganho, o corpo gasta cerca de 50 calorias a mais a cada dia. Isso, somado a uma boa alimentação, após alguns meses, é a chave para uma perda de peso consistente e efetiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *