Uma das perguntas mais comuns entre os pacientes que fazem o tratamento com o balão intragástrico é como a pessoa vai se sentir logo após a colocação. O procedimento, realizado por endoscopia e com anestesia, é rápido e o paciente vai para casa no mesmo dia.

É normal que a pessoa sinta algum desconforto nas primeiras horas após a colocação. São comuns os relatos de enjoos, vômitos, dor de estômago e fraqueza nos primeiros dias. Isso acontece porque o balão intragástrico é um corpo estranho que foi colocado no estômago e o organismo pode reagir.

Nesse momento, o cuidado com a alimentação é fundamental. A indicação é que a pessoa fique em uma dieta líquida nos primeiros dias e vá, lentamente, passando para pastosa e, depois com a orientação do médico e da equipe multidisciplinar, volte para a dieta sólida. É importante que o paciente siga todas as recomendações sobre a alimentação, deixando de consumir bebidas alcoólicas e alimentos calóricos.

Além de prestar atenção com relação à alimentação, o paciente também é orientado pelo médico a tomar medicamentos específicos que vão tratar a sensação de desconforto e os possíveis enjoos.

Neste vídeo, o dr. Eduardo Usuy Jr., explica mais sobre o que o paciente deve fazer nos primeiros dias com o balão gástrico. Assista:

Balão intragástrico reações

 

 

Como age o balão intragástrico?

O balão intragástrico é uma esfera de silicone preenchida com uma solução salina que ocupa parte da cavidade gástrica e age, basicamente, de duas maneiras: diminuindo o “espaço do estômago”. Ingere-se menor quantidade de alimentos; alterando a produção dos hormônios grelina e leptina, fazendo com que o paciente se sinta saciado por mais rapidamente e por mais tempo. Por isso é um eficiente aliado no processo de emagrecimento.

O balão é indicado para pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) maior que 27, e tanto sua colocação quanto sua retirada acontecem por endoscopia. O processo é feito em menos de uma hora, com o paciente sedado, e a alta é no mesmo dia. O tratamento tem duração de seis meses ou um ano, dependendo da indicação médica.

 

Balão intragástrico reações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *